Conheça-nos

Quem somos

#

"A educação promove aos refugiados uma nova oportunidade"

Nossa História

Começamos o trabalho de assistência aos refugiados no ano de 2016, por meio de aulas de Língua Portuguesa em um espaço oferecido a nós na cidade de Maringá, Paraná. Na convivência com nossos alunos, fomos descobrindo que as necessidades reais iam além da barreira linguística, e que o idioma era apenas a primeira das muitas dificuldades vivenciadas. O apoio precisava não somente continuar, mas expandir para que a sonhada dignidade, liberdade e respeito fossem conquistados. Iniciamos, então, os auxílios junto ao CRAS e Polícia Federal, a busca por tradução juramentada, documentações, matrícula escolar e intermediação para revalidação de diplomas, entre diversas intervenções necessárias.

Em 2019, acompanhamos mais de perto as dificuldades das crianças e adolescentes matriculados nas escolas públicas da cidade de Maringá. Percebemos o sentimento de angústia e impotência dos pais por causa dos obstáculos que os filhos enfrentavam no ajuste da vida escolar. Infelizmente, a grande maioria de nossas escolas públicas brasileiras ainda não está preparada para responder aos anseios de crianças e adolescentes imigrantes. Foi então que percebemos o momento e a área de intervenção na qual investiríamos de maneira prioritária. Por isso, em 2020, surgiu o Instituto Ethnos Brasil.

#
#
#



Agora somos uma organização da sociedade civil de interesse público (OSCIP), cujo objetivo é assessorar e promover os direitos sociais já estabelecidos aos refugiados em situação de vulnerabilidade e imigrantes, por meio da assistência social, atividades socioeducativas e pedagógicas, conforme a cultura brasileira, constituída em forma de associação sem fins lucrativos, de direito privado, em caráter social, educacional e cultural.

Nos comprometemos com a não discriminação de qualquer raça, língua, idade, cor, sexo, etnia, condição social ou religião. Nosso propósito principal é impulsionar iniciativas e trabalhos de natureza socioassistencial, educacional e cultural, garantindo o direito de acesso às políticas públicas voltadas à população de imigrantes e refugiados, principalmente, crianças e adolescentes entre 06 e 17 anos, bem como seus familiares.


Para tanto, nossas ações se baseiam em:

  • # Atendimento e assessoramento no processo burocrático de Cidadania Brasileira aos refugiados/imigrantes;
  • #CProporcionar a aprendizagem da Língua Portuguesa para integração à sociedade brasileira, assim como oferecer acompanhamento pedagógico às crianças e adolescentes matriculados no ensino público, garantindo o direito de aprendizado de maneira igualitária e evitando a evasão escolar (ECA, art. 53);
  • #Promover assistência social, psicológica e socioeducativas (esportes e música), como atividades integrantes do desenvolvimento humano;
  • #Estabelecer diálogo permanente com o CRAS, Polícia Federal, Conare (Comitê Nacional para Refugiados), Secretaria Municipal de Educação e Secretaria Estadual;
  • # Criar e fomentar parcerias com Universidades para sistemas de estágio;
  • #Incentivar grupos de trabalho voluntariado;
  • #Organizar eventos multiculturais;
  • #Promover atividades de interesse da sociedade (cursos de informática e áreas afins. Cursos de culinária, artesanato, pintura, etc.);
  • #Organizar palestras (jurídicas, trabalhistas, de políticas públicas, moradia, saúde, educacionais, etc.) de assuntos importantes aos refugiados/imigrantes;
  • #Organizar eventos de conscientização social para apoio ao nosso público alvo e suas grandes necessidades, inclusive as de cume cultural;
  • #Promover a educação, inclusão social, combate à pobreza e à xenofobia.